Bicicleteiros são piores que os motoqueiros. Multa neles!

“A polêmica urbana de momento em Curitiba é sobre a implementação de ciclofaixas e a inclusão da bicicleta, oficialmente, como forma de transporte eficiente e viável no trânsito curitibano.

Dou apoio total e também já tive tempos em que me deslocava de magrela pelas ruas da cidade. Hoje sou pedestre. Mas faço aqui um protesto contra esses “pilotos” de bicicleta.

Em muito eles lembram os motoqueiros malucos que anarquizam o trânsito da maioria das cidades. Só que são ainda piores. Não respeitam faixas, não respeitam as leis de trânsito, andam pelas calçadas e pelo calçadão, não respeitam o pedestre, andam na contra-mão. Resumindo, se acham o máximo e imunes à boa convivência urbana. Assim como muitos motoristas de carro e pilotos de moto, esses “pilotos” de magrela estão pouco se lixando com o próximo.

É claro que daqui a pouco muita gente vai escrever dizendo que as magrelas também não são respeitadas, que os bicicleteiros só andam nas calçadas porque não há espaço nas ruas e outras desculpas. Mas não há desculpa contra a incivilidade, a total individualidade e a falta de gentileza de grande parte – e bota grande nisso – desses imprudentes “pilotos” de magrela.

Talvez a inclusão das bicicletas no trânsito de Curitiba – já previsto no Código Nacional de Trânsito – tenha de passar pela carteira nacional de habilitação para os bicicleteiros, com respectivos cursos de direção defensiva e conhecimento e obediência às leis e, principalmente, de gentileza e compartilhamento de espaço com os pedestres. Hoje, os bicicleteiros fazem com os pedestres o mesmo que reclamam que os carros fazem com eles nas ruas.

Ah, sim, e também será necessário implantar a multa para os “pilotos” de bicicletas.

E você, o que acha disso?”

Isto foi escrito em outubro de 2007 por um blogueiro de onde ? Adivinha ???

-Certa a resposta !!!!!!! Gazeta do Povo !

Vejam o rigor do argumento, o salva-guardas de ter sido alguém que se “deslocava de magrela pelas ruas da cidade”, o juízo de valor ao tratar a exceção como sendo a regra. O cara reinventa o dicionário ao chamar de “polêmica” o que sabemos ser um NECESSIDADE (ciclofaixas). Fala mal dos motoqueiros que “anarquizam o trânsito”, prefere falar das consequências e, como por um “lapso” de esquecimento, não lembra que pra elas ocorrerem antes existem as causas.

Agora, “incivilidade”, não é mérito só dos bicicleteiros, motoqueiros, pedestres, blogueiros da gazeta do povo, etc; é de todos que aceitam este mundo onde o homem é o lobo do homem (homo, homini lupus); onde as relações, que eram pra ser Humanas, são substituidas por relações comerciais; onde não somos cidadãos, somos consumidores. E aí, astutos leitores, a inteligência e experiências próprias suas, ficam a vontade agora, para viajarem muito mais profundamente nas poucas letras até aqui coletadas.


6 ideias sobre “Bicicleteiros são piores que os motoqueiros. Multa neles!

  1. na verdade, esse cara ai que critica a bicicleta e a moto, tem que ver que onde ta o respeito? tenho moto a um tempo, e sinto-me humilhado quando paro em um estacionamento pago e não posso deixar a moto lá pq eles simplismente não aceitam moto… e quando paro em estacionamento de restaurante tenho que deixa minha moto no canto lah na pqp pa não atrapalhar os carros, e bicicleta então, cite um lugar que tem para guardar bicicleta no centro de curitiba? pq as motos e as bicicletas tem esse tratamento? pq tenho que deixa minha moto impilhada no canto esquecido do estacionamento pa não atrapalhar o carro e minha bicicleta amarrada no poste ?

  2. A resposta à crítica é simples: bicicleta não mata pedestre. E, se lesiona (que ciclista tolo lesionaria um pedestre sabendo que ele mesmo vai se machucar com a manobra, não há escapatória!?), lesiona com muito (muito, muito, …) menos gravidade do que veículos automotores trocentas vezes mais pesados.
    Às vezes, eu acho que deveria ter diploma para se escrever artigo num jornal…

  3. Nossa, bicicleteiro foi foda, eu ando de bicicleta e sou ciclista não bicicleteiro, seria o mesmo que dizer que todo motorista é mecânico, Sta ignorância.

  4. Fico imaginando que tipo de pessoa faz uma crítica dessas, desse ser uma cara muito chato e sem nada melhor pra se preocupar para ficar tão incomodado com os ciclistas que ficam sendo intimidados pelos carros quando estão no asfalto, pois dispõem de poucas ciclovias.

  5. Eu sou ciclista, além de mãe de dois filhos, os quais eu e o pai buscamos na escola, de bike, todos os dias em São Paulo e enfrentamos o trânsito pesado.
    Da mesma forma como nós, ciclistas estamos começando a exigir nossos direitos, eu também, como cidadã, compreendo perfeitamente o que esta pessoa diz.
    Muitos ciclistas são mesmo imprudentes, conheço vários que gostam mesmo de ir na contramão e já puseram-se em risco e aos transeuntes, assim como vão pela calçada sem descer da bike e freiam em cima dos pedestres, o que ao meu ver assustam de fato os pobres.
    Mas não por isto, o direito de pilotar uma magrela e ter segurança no trânsito, através de ciclovias, é um direito legítimo e verdadeiramente necessário, devido a sustentabilidade do planeta, inclusive.
    Não generalizar as pessoas, é imprescindível para respeitá-las.
    SIM à bicicleta, SIM aos pedestres.

Interaja! Se gostou ou desgostou, deixe aqui seu ponto de vista: