Só quem não tem dinheiro anda de bicicleta…

pobre de magrela na chuvaPorque quem é “rico” anda de carro ! Sim. O carro é sinônimo de poder. Pelo meio de transporte, podemos fazer a distinção entre as castas. Rico, abastado, aqueles que olham para seus semelhantes com ar de superioridade, se locomovem em veículo próprio, geralmente sozinhos num modal que levaria, confortavelmente, 4 pessoas. Pobre melhorado, vai de moto, motoneta, paga um financiamento que, não passa os 200 reais e está explicitamente, enquadrado numa casta inferior a dos ricos, porém…

Estão acima dos pobres de pai e mãe. Estes, coitados, tem cartão magnético…”DE VALE TRANSPORTE”! Vão de busão mesmo. Que sufoco. É bafo de mortadela com cheiro de sovaco amanhecido e  amigos do alheio fazendo “saudável” e furtiva companhia. É via crucis, estão abaixo do chão que fede com o cocô do cachorro que a madame, olhou para os lados e, como ninguém estava vendo, não juntou.

Agora, como nada tá tão ruim que não possa ser pior neste país. Vem os mais desamparados de todos. Os que andam de bicicleta. E sabe o que pensam os cidadãos dotados de mente mediana ?

– Ahhh coitadinho…Tomando esta baita chuva de bicicleta só pra economizar o vale-transporte !! Que judiação ! Ou então:

– Tá vendo…Não quis estudar, agora taí, pobre, fudido…óh, não tem dinheiro nem pro ônibus !

Chego em casa a noite, num domingo destes que a televisão transforma  em qualquer domingo e, passando da sala para o quarto, não resisto à chamada do âncora da emissora: “a industria do luxo para enfrentar o estresse dos engarrafamentos”. Aí mostram “ricos” que gastam 10 mil reais em sistema de som e dvd para as horas de congestionamento, bancos com massageador, dentre outros avanços e aparatos tecnológicos para que todo mundo continue ordeiramente, queimando a natureza, gastando tempo de suas vidas em dose dupla: no trânsito caótico e, trabalhando mais para pagar o carro mais moderno com os recursos mais avançados. E o que é o mais bacana, os “ricos”, dotados de toda cultura, conhecimentos, intelligenza e  toda gama de elegante e fina predicação; são os que, com seu consumo e padrão de vida, da forma mais alienada e escandalosa, conduzem o planeta, a passos rápidos, para o extermínio próximo.

Que os anjos não digam amém !


6 ideias sobre “Só quem não tem dinheiro anda de bicicleta…

  1. Nosso conceito de riqueza é que não está certo. Consideramos riqueza apenas no plano de posses. Isso vale hoje para pessoas e para países. Desde a grande depressão de 80 anos atrás, julgamos um país rico ou pobre pelo seu PIB, sem levar em conta sua riqueza intelectual, sua rqueza natural bem como por quanto tempo o paús é capaz sustentar esta riqueza. Esse método de avaliação que foca mais na taxa de crescimento do PIB que na saúde de longo prazo do país é que impulsiona essa destrição em massa que vemos e polúi nossos valores. Por isso que o cara dentro do carrão se julga ,elhor que o cara dentro do carrinho. Que o cara dentro do carro novo se julga superior ao cara no carro velho, ou o cara com o carro se julga superior ao cara sem o carro. Felicidade, bem estar, sustentabilidade, inteligência, sociabilidade, visão a longo prazo, comprometimento ambiental e social, etc. não são riquezas que podemos exibir com facilidade, nem sequer são avaliadas pelo CENSO…

  2. É dura esta realidade no Brasil e parece que as pessoas não querem olhar para esta realidade. Os usuários de bicicletas mereciam ganhar descontos e prêmios em função da melhoria que estão proporcionando ao mundo! Eles é que são os mais ricos, ricos de saber, conhecimento e ideal.

  3. Seguinte ando de bike na boa, desde sempre. Faz uns 15 anos q nem auto tenho mais. Aqui no condominio onde moro os moradores andam cada qual com sua propria viatura poluidora. Nem tô ai. Ando porque gosto demais de andar de bike. Sou analista de sistemas e pianista de jazz.

  4. QUEM FALOW Q ANDAR DE BIKE EH COISA PA POBRE
    1ª EH BOM PRA SAÚDE
    2ª NAUM POLUI O MEIO AMBIENTE
    3ª APOSTO Q QUEM ESCREVEU ISSO MORA DE BAIXO DA PONTE SEM DINHEIRO PRA COMPRA NEM UMA BIKE, E
    4ª MINHA BIKE CUSTOL MAIS 30 MIL REAIS FMZ SEU MERDA FILHO DA PUTA

    • Ed, esquecemos de colocar uma observação no post: era pras pessoas colocarem no “ON”, o botão: Ironia!
      Concordamos contigo, quem realmente acha que pedalar é coisa de pobre, este sim é pobre de cultura, como você diz. Abço e boas pedaladas

Interaja! Se gostou ou desgostou, deixe aqui seu ponto de vista: