Ciclofaixa na Marechal Floriano, isto é para comemorar ou lamentar ?

Goura, mandando o recado pro mundo !

Manifestação no Congresso Internacional de Cidades Inovadoras 2010

Então está aí. Noticiado pela agência oficial do governo Lerner – e todos seus descendentes políticos. Verba do Banco Mundial, show pirotécnico, mais uma forte peça publicitária que vai contribuir ainda mais pra nossa internacional fama de “Capital Ecológica”. A CICLOFAIXA na Avenida Marechal Floriano, já tem orçamento e verba definida. Parece que agora, finalmente sairá do papel.

O projeto prevê que, “um dia”, ela chegará no Parque Iguaçu. “Um dia” ela se estenderá por toda a Avenida Marechal Floriano (12,6 km). Mas por enquanto, ficaremos engolindo o discurso:

“-Porque nós construímos ciclovias, ciclofaixas, investimos na mobilidade urbana, somos exemplo para o Brasil e para o mundo…”

Vai ter propaganda na TV, vai ter capa na Veja, vai ter visita dos gurus da arquitetura mundial, viajando de primeira classe e se hospedando nos Bourbons da vida, em troca de rasgados elogios à “sofisticação e arrojo” do Projeto. Tudo pago com dinheiro (Público) que poderia servir para construir muito mais do que os risíveis 4 QUILOMETROS DE CICLOFAIXA !

Isto mesmo. Serão 4 km para que os ciclistas da cidade possam pedalar com toda segurança e tranquilidade.

Os otimistas dirão: bom, pelo menos é um começo.

Os pessimistas chamarão de, fraquíssimo, este meu texto.

Eu só sei que, o bondinho da rua XV, faz alusão a um meio de transporte que um dia existiu em nossa cidade. Já esta ciclofaixa, fará a maior propaganda, simulando apoio, a  um meio de transporte que está longe de ser reconhecido  -e  respeitado – como tal em nossa nada ecológica “Capital Ecológica”.


7 ideias sobre “Ciclofaixa na Marechal Floriano, isto é para comemorar ou lamentar ?

  1. Nota-se que a iniciativa é do Banco Mundial, ANTP, IPPUC, URBS etc… Não vejo a participação popular na proposta, apenas grupos representantes de interesses econômicos e do estado. No caso o governo opressor de Curitiba. Esta dupla – empresários e estado – agindo sozinha e à vontade sempre vai gerar desconfiança.
    É importante lembrar que a primeira ciclofaixa de Curitiba foi feita por cicloativistas que por seu ato foram perseguidos através do legalismo imoral da administração municipal.

  2. Ahhh André…
    Quem somos nós, que pedalamos todos os dias pra saber de alguma coisa ???
    Quem sabe sobre mobilidade urbana, ciclofaixas, uso de bicicleta sãos Elles !!! O que nós teríamos a acrescentar ? Nós, o Povo, só obedecemos e vemos as coisas acontecerem de CIMA para baixo. E, pra que ninguém reclame, pra que ninguém diga que isto tudo é uma grandiosa e bem contada mentira; eles nos dão a oportunidade de, a cada 4 anos escolher, entre Dilma e Serra; ou então entre Osmar Dias e Beto Richa. Qualquer um destes só muda o nome. O projeto político é um só. Dominar e gerenciar em prol dos interesses dos “donos do poder”, qual seja, a superestrutura capitalista. Não existe Verde, não existe Ser Humano, só lucro, acúmulo e riqueza para pouquíssimos e; miséria, fome e injustiça pra absoluta maioria.

  3. Pois é. Viva o lucro abusivo! Viva a indiferença e viva a superficialidade!
    Vamos todos fingir que nos importamos, espalhar bastante propaganda aos quatro ventos e esperar o reconhecimento bater à porta.
    Infelizmente hoje em dia, para eles, a lógica é essa.
    E que os R$ 2,1 milhões sejam utilizados ao menos pra melhorar as ciclovias existentes.

    Belo texto, bela crítica.

  4. Pingback: Tweets that mention Ciclofaixa na Marechal Floriano, isto é para comemorar ou lamentar ? -- Topsy.com

  5. Pingback: Formatos e valores « Outras Vias

  6. A questão é a seguinte: estamos de posse dos projetos. Na rua do Herval, a idéia é eliminar um jardinete para abrir espaço para carros
    Link pra foto do jardinete (é meio grande): http://fomus.googlegroups.com/web/Jardinete%20rua%20do%20Herval.jpg?gda=qkIKn1oAAACU5V-hUbGz6dr-RfDflXna2LzZsgjilktbN9Ng2jif5h0cayazkSKK91UgxzQypYrUNZEHywzjHvHOcov15pTqXKTR1rVEufK2a1buDA09Af3t1oNBp6n3SjsA6lIodbQ&hl=pt-BR
    Já na Marechal, não entendi a ciclofaixa ou ciclovia. Não está claro como vai funcionar junto aos terminais de ligeirinhos (parece q a bici é “empurrada” para a rua nestes pontos).
    Link para arquivos em Autocad: http://tautom.com.br/sociedadpeatonal/Licitação%20Mal%20Floriano.rar

  7. Vou deixar minha opinião a parte desses acontecimentos. Sou designer e me formei ano passado com o projeto Parabike (paraciclo) e pedalo todos os dias ao trabalho. A questão da bicicleta alem de politica é social, ficar culpando autorizades mais parece birra de ativista. Não que não tenham razão mas pode ser feito mais. Temos que reivindicar indo atras e não só ficar produzindo materias contra, ao mesmo contraponto que eles tambem fazem isso para autor favor. O importante de tudo é pedalar e mudar o que esta a nossa volta. Politicos tem preconceito igual nossos vizinhos, isso é um problema social e só será combatido com o crescimento do habito de pedalar por todos.
    Conheci o blog hoje e sempre que puder vou visitar, abraços.

Interaja! Se gostou ou desgostou, deixe aqui seu ponto de vista: