Entregadores usando bicicletas, problema ou solução?

Está cada vez mais comum a presença de entregadores de água mineral entre outros, andando pela cidade, utilizando bicicletas para fazer as entregas, principalmente no centro. Na região em que trabalho, existem várias empresas com dezenas de entregadores. Como todos sabemos, é um meio de transporte eficiente, rápido para se locomover e não polui. Até ai tudo bem, mas um sério problema que vejo é que a maioria desses entregadores não respeitam nenhuma regra de trânsito no que se refere a circulação de bicicletas, e na maioria das vezes circulam pelas calçadas, na contramão e em alta velocidade.

Este estava na contramão, subiu na calçada e passou por mim a toda velocidade

Faz tempo que eu estava pensando em fazer este post, mas daí vinha aquele pensamento, e alguns também podem dizer: “deixa pra lá, eles só estão trabalhando”, mas não é bem assim, não podemos ficar nesse coitadismo típico do Brasil.

Este incrivelmente e contrariando todos estava andando na mão certa, e pela direita

Independente de estarem trabalhando e do meio de transporte utilizado eles tem que obedecer as regras de trânsito. Com relação a andarem nas calçadas, acho que é até aceitável em pequenos trechos, entre um prédio e outro, em baixa velocidade com o devido cuidado e dando preferência total aos pedestres, eu mesmo as vezes ando pela calçada dependendo do lugar e da situação e não vejo problemas nisso, e não tem sentido por exemplo, ao fazer mais de uma entrega numa mesma quadra, o entregador ficar entrando e saindo da pista, ou dar a volta no quarteirão para não andar na contra mão, mas para resolver isso é simples, é só descer da bike e empurrar, se a calçada está vazia, e tem espaço, pedale com o devido cuidado.  Mas andar na contramão, na calçada em alta velocidade, passar direto pelos sinais vermelhos, isso é inadmissível, e isso vejo todo dia, inclusive já quase bati de frente em um desses que estava andando na contramão. Imagino a raiva que os motoristas devem ficar ao ver um desses entregadores vindo de frente ou se atravessando na frente dos carros. Isso definitivamente não contribui em nada para integração das bicicletas no trânsito e só prejudica a imagem (já bastante denegrida) que os motoristas têm dos ciclistas.

Acho que o que poderia ser feito seria dar uma orientação adequada a estes entregadores (que provavelmente só tem a “orientação” de entregar as encomendas o mais rápido possível, e talvez esses entregadores só andassem de bicicleta por diversão antes da profissão) para que utilizem as suas bicicletas de maneira adequada. Fica aí a sugestão ao pessoal da Bicicletada e da Cicloiguaçu: fazerem panfletos, uma campanha, ou até mesmo dar um treinamento para esses entregadores. Apesar de que acho que seria bem mais efetivo e coerente e de responsabilidade dos  órgãos competentes – Setran e Prefeitura- fazerem  esta orientação, e que cobrassem dos donos das empresas e aplicassem multas aos que desrespeitassem.

Quer andar de bicicleta? ande, mas ande direito. E isso é para todos, desde o ciclista de final de semana ate o entregador de agua.


2 ideias sobre “Entregadores usando bicicletas, problema ou solução?

  1. Bicicleteiros, esta não é uma situação isolada, aqui em Itajaí-SC também é assim.
    Como a educação é a base de tudo e temos visto que muitas famílias estão capengas em sua estrutura familiar, a educação está esquecida por muitos. E quando falo em educação, não me refiro ao aprendizado da escola, pois esta ensina e a família educa. Me refiro a educação dos valores, da ética e dos bons costumes. Este está se perdendo e se quisermos fazer com que a coisa tome um rumo diferente teremos que fazer uma grande ação e na proporção do dobro do que imaginamos para poder reverter o que hoje temos visto em matéria de educação no transito. E falo isso para pedestres, ciclistas, motociclistas e motoristas. Me incluindo nesta turma, pois também sou ciclista, motociclista e motorista. Tenho visto pedestre andando tranquilamente por ciclovias e reclamando quando os orientamos sobre a ciclovia. Também os ciclistas andando na contra mão da via, andando fora da ciclovia nas vias que existem, andando sobre a calçada, como no exemplo desta matéria. Vejo carros estacionados em ciclovias. Carros estacionados onde não é permitido nem parar. Tudo isso pela falta de educação e respeito as regras e lei. Temos vistos os órgãos fiscalizadores não respeitando suas próprias leis. Mas dai o que faremos? Ficar calado diante de tanta insensatez?… Não,,, o que temos é que, de forma educada, botar a boca no trombone e mudar esta realidade.
    abraços a todos os leitores do blog bicicleteiros

    • Pois é Jorge,

      tudo começa na base da base das relações Humanas. Precisa antes de tudo, de RESPEITO! Aí as pessoas podem estar de carro, de moto, de ônibus de skate, seja lá que veículo for, se houver RESPEITO toda a sociedade vai ficar tão entrosada como as engrenagens de um preciso relógio suiço!

Interaja! Se gostou ou desgostou, deixe aqui seu ponto de vista: