Delírio cicloviário

MidiaEstadaoDepois de um ano em branco, o blog aqui traz uma nova publicação – para tratar de uma celeuma não tão nova como.

Parece mesmo que os lampiões da iluminação pública do início do século não merecem ser substituídos por esta coisa “perigosa” da energia elétrica, isto é claro, se a iniciativa de substituição for feita por um “petralha” e, na banca, a manchete for de um jornalão “coxinha”.

Quem pedala, quer estrutura cicloviária, não importa o gestor público, muito menos sua coloração partidária. Acima – e anterior – a esta maniqueísta, débil e fratricida polarização que vemos em nosso país, estão as queixas e reivindicações daqueles que procuram uma maneira mais racional, econômica e saudável de se locomover pela polis.

Agora, não tem como fechar os olhos para esta situação claudicante. Ver os grandes meios de comunicação condenando a implantação de vias para bicicletas, pelo simples fato de que estas estão sendo promovidas pelo prefeito de um determinado partido, é de fazer chorar a inteligência – ou o que sobrou dela, depois de anos acreditando na “imparcialidade” dos meios de comunicação. Sem ofensa aos bichinhos, se já não me bastasse a carinhosa alcunha de coxinha, os caras aí da imprensa estão querendo me colocar orelhas de burro.

Tudo isto para chegar ao ponto. No dia 3 de abril último, o jornal Estado de São Paulo publicou um editorial que foi, leviano, parcial, partidário e medonho, isto para dizer o mínimo.

Eis que chega a nós o twite  do @pedalante, divulgando  as respostas elaboradas pela comunidade Eu apoio ciclovias e faixas de ônibus em São Paulo  anotadas ao lado do texto abaixo:delirio-cicloviario

O link para ver diretamente no facebook é este aqui.

Os donos dos grandes jornais, invariavelmente, são pessoas  riquíssimas, estudadas, inteligentes, viajadas e que conhecem e sabem dos benefícios que as bicicletas trazem para a mobilidade da cidade. Só que, antes de pensar no bem da cidade, do país, pensam eles na defesa de seus interesses mais íntimos, e aí, se for preciso, eles metem fogo no circo só pra ver o povo pegar fogo. Cai por terra a missão de informar, o compromisso com o meio ambiente, a pose de imparcialidade, enfim, cai a máscara.

 

 

 


Interaja! Se gostou ou desgostou, deixe aqui seu ponto de vista: