Quem somos

Adriano Marcos – curitibano, copeleiro e ciclista

Fernando Baron – Engenheiro Ambiental e ambientalista

Oscar Neto – cidadão curitibano e ciclistas de todos os dias

 


12 ideias sobre “Quem somos

  1. Sou ciclista há mais de 20 anos e tenho a idade de 65. Domingo , dia 24 de março sofri um acidente pedalando no Parque Barigui devido a uma pontaleta amarela colocada no meio da ciclovia, em cima de uma faixa também amarela. Quebrei 2 costelas e fiquei 4 dias internado no hospital. Reclamei para Prefeitura ( protocolo 4761094-25.03). A resposta do referido órgão é que a tal pontaleta “arapuca” existe para que os carros não passem na ciclovia. A conclusão que chego é que o risco de acidentes graves com os ciclistas é menos importante do que os carros que possam acessar a ciclovia. No mínimo a tal pontaleta deveria ser de cor diferente da faixa pintada ao chão.

    Fernando Braga

    Posso mandar a foto da pontaleta, perto da lanchonete Chaminé do parque Barigui se quiserem, saiu materia na gazeta de hj . Obrigada

  2. Por Favor! Preciso da ajuda de vocês. Gostaria de saber se posso comunicar o roubo do meu quadriciclo neste site pois ele esta na fotos ‘ bicicletadas 2011’ ,Meu nome: Marcos da Paz, por favor me ligue se possível pois utilizo a mesma para obras sociais. contato (48)9642-2209. obrigado.

    • Olá,
      Sugiro que voce divulgue o roubo de seu quadriciclo nas paginas de ciclismo e afins do facebook, pois teria uma melhor divulgação e visualização. Pode usar as imagens da bicicletada sem problemas.

  3. Oi eu trabalho na GVT bairro prado velho

    deixei de ir de carro e decidi ir de bicicleta

    no primeiro dia com minha bicicleta quando chego no portao
    o guarda muito gentil e sem jeito me disse

    Senhor a gvt nao permite q vc funcionario entre com sua bicicleta na empresa
    perguntei vc sabe pq

    ele disse que nao sabia so tem ordens de proibir a entrada

    so libera com um imail da diretoria me pediu desculpas e ainda c prontificou a
    cuidar dela que fica acorrentada na frente do predio

    da pra entender la tem uns 1000 funcionarios

    moto e carro pode e bicicleta nao pq sera

    obrigado pelo espaco

  4. Galera, gostei do trabalho de vocês. Sou da TV Senado e estamos fechando uma séria sobre Mobilidade Urbana para o Programa Município Brasil. O primeiro tema será bicicleta. Gostaria de saber se podemos usar imagens e música da campanha Respeita 1,5m. Daremos os agradecimentos nos créditos do final do programa. Aguardo retorno. Obrigada e Parabéns!

  5. Por favor, tenho 1,80cm e 147kg e desejo comprar uma bicicleta para exercicios fisicos e melhorar minha saúde… Gostaria de uma dica de como encontrar a bicicleta ideal para mim, pois nao sei o que seria melhor para que eu nao desista por causa da bicicleta.

  6. Cheguei em ctba há 2 meses! Tô começando a andar de bike agora. Tem algum grupo de bike no WhatsApp rolando? Quero encontrar essa galera! Abraço!

    • Olá Alexandre,

      Bem-vindo a Curitiba!
      Então rapaz, existem vários grupos de pedaladas pela cidade e podemos sim lhe indicar alguns. Mas primeiro precisamos saber qual o bairro em que você está e qual o perfil do grupo que você deseja: passeios, cicloturismo, esportivo. Vamos te ajudar a se encontrar com um grupo que esteja dentro das suas pretensões. Abraço

  7. Estamos lançando no Brasil um sistema de Proteção as Bikes, com tecnologia avançada(NFC, RFID, Certificado Icp Brasil, Bicklockdots, Etiquetas com Hologramas, Sistema UV, DNABIKE, Transponder(op), Ibeacon 4.0(op) App Android, Iphone) que irá identificar toda a bicicleta e partes da mesma(Peças), não é simplesmente uma etiqueta colada no quadro da Bike. Sucesso na Europa, Ásia, Austrália, EUA e África do Sul. http://www.bikelock.com.br
    Na primeira fase estamos cadastrando Lojistas, representantes e Associações que poderão comprar o serviço com aquisição de Kits Bikelock, ao preço de atacado, para compras acima de 50 itens.
    Como funciona:
    O sistema BIKELOCK, que propõe o aumento da segurança dos usuários, por meio do registro único de ciclistas (criando o DNA da Bike com diversas tecnologias) e bicicletas, possibilitando a identificação da bicicleta e do dono, de forma rápida e simples, além de informar se a bicicleta é roubada ou não. A plataforma também permite contato direto com o dono da bicicleta roubada, criando possibilidades reais de devolução, caso ela seja recuperada.
    Após o registro, que terá certificado de atributo digital ICP Brasil, a bicicleta ficará em nome do proprietário e somente ele poderá alterar ou cancelar o registro, acionar alerta de roubo e transferir a bicicleta para outra pessoa. Fazendo isso o proprietário estará contribuindo com o combate ao comércio de bicicletas roubadas/furtadas no Brasil.
    O objetivo do sistema BIKELOCK é estimular a mobilidade urbana de maneira sustentável, promover a segurança do ciclista, combater o roubo, dificultar a comercialização e auxiliar na recuperação e devolução de bicicletas roubadas/furtadas no país.

Interaja! Se gostou ou desgostou, deixe aqui seu ponto de vista: