Você conhece a história e os benefícios do ciclismo???

James Moore

James Moore

O ciclismo é um dos esportes mais tradicionais no mundo, principalmente na Europa, onde é considerado o esporte número um. Esse esporte data do século XIX, quando surgiram as primeiras bicicletas de competição e também as primeiras provas, sendo a mais tradicional o Tour de France. A primeira corrida que se tem registro data de 31 de Maio de 1868, realizada no ‘Parc de Saint-Cloud’, em Paris, e foi vencida pelo britânico James MooreContinuar lendo

As políticas públicas para as bicicletas em Curitiba

Rafael Milani Medeiros. Foto retirada de: bicicletas.org.br

Recém titulado, Mestre, pelo Programa de Pós-Graduação em Gestão Urbana (PPGTU) da PUC-PR, Rafael Milani Medeiros, em seu trabalho: Formação de Política Pública para o Aumento do Modal da Bicicleta em Curitiba, presenteia todos os curitibanos que lutam por melhores condições para o usa da bicicleta na cidade com uma série de excelentes – e científicos – argumentos em prol desta causa.

É crescente em Curitiba o número de ciclistas. Nas redes sociais proliferam grupos de amigos que se reúnem para treinos, passeios e viagens de cicloturismo. Na internet são dezenas de blogs de entusiastas, atletas e cicloativistas. Continuar lendo

Marcha das 2012 Bicicletas de Curitiba

Em primeiro plano André Feiges, cicloativista, um dos organizadores da Marcha e candidato a vereador de Curitiba

Marcha das 2012 Bicicletas de Curitiba. Realizada no dia 22 de setembro de 2012. O ponto de concentração foi na Praça Santos Andrade, em frente ao prédio histórica da Universidade Federal do Paraná, onde houve a apresentação do Plá e outros músicos.
A chegada foi na Praça 19 de Dezembro, onde todos puderam ver o gigantesco Homem Nú ganhar uma magrela para passear. Até quem é de pedra quer pedalar por Curitiba, só as “otoridades” que não veem, não querem ver, ou são muito atrasadas mesmo.
No site da BicicletadaCuritiba estão publicadas algumas imagens realizadas durante o evento.

Entregadores usando bicicletas, problema ou solução?

Está cada vez mais comum a presença de entregadores de água mineral entre outros, andando pela cidade, utilizando bicicletas para fazer as entregas, principalmente no centro. Na região em que trabalho, existem várias empresas com dezenas de entregadores. Como todos sabemos, é um meio de transporte eficiente, rápido para se locomover e não polui. Até ai tudo bem, mas um sério problema que vejo é que a maioria desses entregadores não respeitam nenhuma regra de trânsito no que se refere a circulação de bicicletas, e na maioria das vezes circulam pelas calçadas, na contramão e em alta velocidade.

Este estava na contramão, subiu na calçada e passou por mim a toda velocidade

Faz tempo que eu estava pensando em fazer este post, mas daí vinha aquele pensamento, e alguns também podem dizer: “deixa pra lá, eles só estão trabalhando”, mas não é bem assim, não podemos ficar nesse coitadismo típico do Brasil. Continuar lendo

Veja como foi a 5ª Etapa do Campeonato Metropolitano de MTB de Curitiba, realizada na Lapa

Fotos da 5ª Etapa do Metropolitano de MTB de Curitiba, realizada na Lapa em 3 de junho de 2012. Foto: jacusdeduasrodas.blogspot.com


Com muita lama e um dia nublado, a cidade histórica da Lapa na região metropolitana de Curitiba recebeu no dia 3 de junho a 5ª Etapa do Campeonato Metropolitano de Mountain Bike de Curitiba. Mesmo com as adversidades climáticas mais de 300 ciclistas subiram nas bicicletas para disputar a competição. Daniel Azevedo Dalavali (ARO ACTION SPORTS / WOON / NUTIRALL / ACADEMIA MC) mais uma vez se sagrou campeão na categoria Elite, seguido por Alisson Denis Chepak (PIRUBIKE- Irati/SEDRO/TRUST/CAVALINBORA/CAMINHOS DO PARANÁ)

Na categoria elite feminino em primeiro ficou Giselle Borsato (PIRUBIKE- Irati/SEDRO/TRUST/CAVALINBORA/CAMINHOS DO PARANÁ)e em segundo lugar ficou a Rosangela Bilinski (SMEL ARUACÁRIA). Destaque também para Edegar Barboza (também da equipe da PiruBike de Irati) que, mesmo sendo da categoria Sub-23 chegou em segundo lugar na classificação geral da prova.

Abaixo um vídeo dos amigos e entusiastas do ciclismo JacusDeDuasRodas que, com muita dedicação e competência fazem a cobertura dos eventos de ciclismo no Paraná.

Você quer ver as fotos? Os Jacus também disponibilizam as fotos para a galera:

Corrida de Bicicletas em Curitiba

Com um circuito montado no bairro do Batel, a GL Promo, promoverá no dia 15 de julho de 2012 o 1º Circuito Batel de Ciclismo. Inscrições a R$40,00 na Brychta Bikes ou pelo site: http://glpromo.com.br/ciclismo.

Curitiba, que nos últimos anos tem visto rarear as provas e competições para os amantes do ciclismo, contará com este evento de bicicletas. Resta agora prestigiar e conferir a organização – que esperamos seja boa – desta prova. Sorte aos ciclistas e sucesso aos organizadores!

 

 

Ciclistas são da Paz, só os que matam fazem guerra

Ao assitir esta chamada para o Fantástico, escrevemos a seguinte carta:

Muito nos agrada a preocupação e o interesse da Rede Globo, emissora de televisão de maior audiência no Brasil, em pautar a questão da mobilidade nos grandes centros urbanos, tratando com especial interesse as modalidades alternativas de transporte – em especial as bicicletas.

Atenta às demandas sociais e aos problemas que afligem milhões de brasileiros a mídia tem desempenhado um papel fundamental na construção de um país melhor e mais cidadão. Contudo, assistindo as chamadas da programação, vimos que o Fantástico de hoje (11/03/2012), veiculará a reportagem: Fantástico pedala pelas ruas de SP e mostra guerra entre ciclistas e motoristas; ficamos deveras contrariados com a expressão, guerra, uma vez que não é assim que percebemos e vivenciamos a situação.

Primeiro que não há como um cidadão, armado de uma indefesa bicicleta por entre as pernas, declarar guerra contra uma tonelada, motorizada, veloz e que mata -cada dia mais- conforme as estatísticas oficiais. É desproporcional a comparação entre os veículos, carro versus bicicleta, o mínimo que pode acontecer, numa disputa entre estes dois é um massacre, não uma guerra. Continuar lendo

Plá lança o cd: Mãos à Obra, o 46º de sua carreira

Plá, o cantor das Bicicletadas, acaba de lançar seu 46º cd: Mãos à Obra. De passagem por Curitiba, não encontrei o Plá no calçadão da rua XV, mas aqui pelas ondas da internet, vi que o cd está à venda pela rede, não pensei duas vezes em pagar os deizão e comprar. Mais uma poética, lírica e inspirada obra deste músico que tem autenticidade e originalidade para dar e vender.

Dentre as 13 faixas, não há uma que seja menos criativa que outra. Mas poderia destacar a regravação com o peso de uma guitarra distorcida da música, Moral. Adiante a monofrásica, Flor: “você é louca, muito louca de bonita”. Lenhas, Dejavú, Meu Milão, são faixas que merecem uma audição atenciosa pela poesia que carregam. Já em Verdade na Cidade, o Plá faz um retrato autobiográfico de sua infância e da tristeza de ver como a cidade e as pessoas mudaram. Fechando o cd o mantra, Poeira Cósmica, encerra uma obra que é puro sentimento e Vida.

Como o próprio Plá gosta de lembrar: “eu não vivo de música, eu vivo a Música!”. Mas nunca é demais destacar que o ganha pão de nosso artista é quase que exclusivo da venda dos cds. Então aqui vão as informações para aquisição deste trabalho do Plá – conforme apresentado no site do mesmo, www.pla.mus.br . Fazer um depósito para o Plá (Ademir Antunes dos Santos) no banco ITAU , agencia: 3701, conta poupança: 14188-3/500. Mande o comprovante para deposito[arroba]pla.mus.br, tão logo confirmada a transação, o link para o o download será enviado para o email indicado.

Até março de 2012, serão instalados 35 paraciclos em Curitiba


Segundo a reportagem, várias praças centrais terão a instalação de paraciclos para que os ciclistas possam estacionar as bicicletas. Vale a pena prestar atenção no número de paraciclos que a prefeitura promete instalar pela cidade e, quantos deles serão instalados pela UFPR em seus campus. Em cada bicicletário serão 5 paraciclos com capacidade para 2 bicicletas cada. Num total de 7 bicicletários, teremos 70 vagas. A Federal, em iniciativa própria, disponibilizará 600 vagas para sua comunidade.

Uma pergunta que vem de imediato: como será a segurança destes bicicletários oferecidos pela prefeitura? Se nem os motoristas que pagam pelo estacionamento nas vias públicas centrais (Estar)  têm qualquer garantia de segurança, quiçá os ciclistas. Quem ousará deixar a bici – que sendo de qualidade mediana não custa menos de 600 reais – por longos períodos durante toda a semana num destes paraciclos? Excelente a iniciativa da administração municipal de instalar os (pouquíssimos) paraciclos, resta lembrar que esta, é apenas uma, das muitas providências que precisam ser tomadas para que as pessoas saiam das bolhas e optem pelo único modal realmente sustentável.

Curitiba merece menos estresse e mais bicicletas

Nestes dias em que os congestionamentos se intensificam – nas já engarrafadas ruas de Curitiba, capital com maior número de carros por pessoas – nada melhor que lembrar das bicicletas. Não polui e não fica assistindo, passiva, nervosa, transtornada ou sufocante de dentro de uma bolha, o sinal verde abrindo e fechando sem sair do mesmo quarteirão. A ideia do pessoal do Poro, foi por demais criativa. Baixe aqui o cartaz em alta resolução para ser impresso.