Chamorro vence e a Globo gatinha

O argentino Francisco Chamorro (ao centro) vence a Copa América de Ciclismo. De laranjado, Kléber Ramos da equipe paranaense Dataro, de Foz do Iguaçu

O argentino Francisco Chamorro (ao centro) vence a Copa América de Ciclismo. De laranjado, Kléber Ramos da equipe paranaense Dataro, de Foz do Iguaçu

Tivemos neste domingo a abertura da temporada da Elite brasileira, com a 12ª edição da Copa América, disputada no entediante e sonolento circuito do Aterro do Flamengo (com uma esticadinha até o elevado da zona portuária). Foram 110 km corridos acima de 40 km/h, debaixo de um sol quente e com um público vergonhoso para nós amantes do ciclismo.

Tecnicamente a prova foi aquilo que sabíamos que seria: uns poucos tentando o impossível, que era fugir do pelotão naquele planão e com retões sem fim. Vamos e venhamos, não existe Fabian Cancellara no mundo que consiga escapar e sobreviver ao pelotão num circuito deste.  Continuar lendo