Bicicleta não pode ser um meio de morte.

Exite um post no blog no Keyce Jhones sobre um comentário sobre meios de transportes e suas devidas responsabilidades que é feito pelo Jornalista Alexandre Garcia, sem sombra de dúvida é a maior afirmação dos direitos que os ciclistas tem de trafegar em qualquer parte deste país continental, sem falar que nosso Arauto menciona inclusive onde buscar, onde de fato esta reproduzido na integra para que possa ser divulgado, estampado, publicado, e todos os “ados” que possam espalham essa lei. Continuar lendo

Aviso aos pedalantes

Na sociedade em que vivemos, existem certas regras que devem ser respeitadas, as de trânsito eu prefiro dizer que são as mais saudáveis de se respeitar, independente de qual forma nós nos deslocamos, as regras são para todos, a pé, bicicleta, carro, caminhão não importa, todos devem ter noção de que qualquer transgressão da conduta pode gerar graves danos, sejam físicos e materiais, a nós ou outrem.

Por isso, em especial ao ciclistas como nós, devemos ter noção do espaço que nos cabe dentro do circuíto de transito de uma cidade, nossa crescente massa vai bem obrigado, mas devemos demonstrar por atitudes que as regras de transito se aplica a nós também, por isso andar na mão correta, dar preferência, aviso de mudança de faixa (essa é uma das mais importantes), e as demais regras de transito são vitais para uma boa convivência em ciclistas e demais usuários do sistema de transito de uma cidade.

O uso de equipamentos de segurança como capacete, cotoveleira e etc, ainda não são obrigatório para ciclistas mas pode ajudar e muito em nossa proteção, e aos pedalantes noturnos também é muito importante ser visto e o uso de mecanismos de fotoluminescência nos favorece e aos motoristas também, não por acaso os faróis dos automóveis são itens obrigatórios dentre manutenção e inspeção.

Vamos ser exemplo e cobrar das autoridade a parte que lhes cabem, ciclovias, educação e rigor no controle dos infratores, pois a cada dia mais e mais ciclistas estão aderindo ao novo meio de vida e mobilidade, e quanto antes melhorarmos os meios melhor ainda será o futuro de nossas cidades.

Vamos em frente!