Bicicletada de Maio: protesto e tristeza

Com um mês de atraso, publicamos as fotografias da Bicicletada de maio. Conforme as primeiras fotografias abaixo, a Bicicletada de Curitiba, nesse mês foi marcada pelo protesto e pela tristeza no pelotão de atletas, cicloativistas, cicloturistas e todos que encontram na bicicleta algo em comum. Isto porque na quarta-feira anterior, 25 de maio, morreu, atropelado brutalmente, o nosso colega de pedal Mário Baena.  Um misto de tristeza e revolta, pois assim como o Mário, todos nós, estamos sujeitos ao pior da sorte, quando as máquinas da pressa são comandadas por criaturas que, aos poucos, vão perdendo seus últimos traços de Humanidade.

Depois do protesto na BR 277, alguns ciclistas seguiram para o pátio da reitoria da Universidade Federal do Paraná, onde tradicionalmente é o local de encontro da Bicicletada. Lá estavam os ciclistas que não ficaram sabendo do protesto e dá inusitada Bicicletada Ecumênica que, além de congregar todas as tribos de ciclistas, era em local e horário distintos.

O ponto final da Bicicletada acabou sendo na Boca Maldita, com cantoria do Plá – artista que é motivo de orgulho para nós, ciclistas e curitibanos -, e o encontro com a Marketa e sua sustentabilíssima bicicleta de bambu.  E como o mote da Bicicletada foi o protesto, vale o registro também dos Fiscais da prefeitura de Curitiba que, como muita gente por aí, parecem não estar nem um pouco satisfeitos com a administração de nossa capital.[nggallery id=19]

Caros atletas de ciclismo, triatletas, cicloturistas, praticantes e amantes do ciclismo

Reproduzimos abaixo a mensagem enviado pelo Nescau, diretor da GF Ciclismo, noticiando a morte de mais um ciclista em nossa cidade:

Caros atletas de ciclismo, triatletas, cicloturistas, praticantes e amantes do ciclismo.
Com grande pesar que venho informar a perda do nosso Amigo MÁRIO BAENA(DATARO/FOZ),  Pai de família, trabalhador e CICLISTA apaixonado pelo Esporte em um acidente na BR 277 por volta da 8:30 da manhã (25 de maio, quarta-feira) quando saía para seu treinamento.
Um “mautorista” tava na BR 277 saiu da estrada direto e nosso amigo como todos nós utilizando o ACOSTAMENTO foi pego em cheio sem a mínima chance. E agora, como fica a família??? Quem vai dar assistência??? Alguém conhece uma pessoa dos DIREITOS HUMANOS para apoiar a família??? As autoridades fazem o que? Vamos deixar “passar batido” como foi com a morte de outro ciclista e amigo a 2 anos o Wellington Schumacher???
Qual a diferença entre um cara com uma arma de fogo apontada pra sua cabeça e um “mautorista” que não presta atenção no que ocorre a sua volta esteja na estrada ou na cidade???
Quantos de nós até mesmo em grandes pelotões fomos fechados por carros que acham “normal” sair da BR a 120, 130 ou mais km/h sendo que a velocidade na área urbana é de 80 km???
O DIREITO é de TODOS, estamos alí praticando uma atividade física, confraternizando com os amigos, nos divertindo, muitos de nós apenas SENDO FELIZES.
Quantos mais precisarão morrer para que alguém/autoridade tome uma atitude?
Vamos cobrar da CONCESSIONÁRIA ECOVIAS(Que tem o pedágio mais caro do Estado) umas atitude de conscientização, até porque TODOS temos carros e em algum momento deixamos a bike em casa e utilizamos a BR e pagamos pedágio.
SÁBADO 28.05.11 Pegue sua bike, mesmo que seja simples e junte-se ao nosso PELOTÃO PELO RESPEITO AO CICLISTA! 8:30 no Posto BR 277 sentido praia!
Desculpem o desabafo de um Professor de Educação Física, Entusiasta, praticante e INCENTIVADOR e APAIXONADO PELO CICLISMO.
Edson Ferreira “Prof. Nescau”
Cref 1485G/PR
Diretor Desportivo GF CICLISMO/UNILANCE/SÃO JOSÉ DOS PINHAIS
41 78165387 ID 14*571889

mario baena