Até março de 2012, serão instalados 35 paraciclos em Curitiba


Segundo a reportagem, várias praças centrais terão a instalação de paraciclos para que os ciclistas possam estacionar as bicicletas. Vale a pena prestar atenção no número de paraciclos que a prefeitura promete instalar pela cidade e, quantos deles serão instalados pela UFPR em seus campus. Em cada bicicletário serão 5 paraciclos com capacidade para 2 bicicletas cada. Num total de 7 bicicletários, teremos 70 vagas. A Federal, em iniciativa própria, disponibilizará 600 vagas para sua comunidade.

Uma pergunta que vem de imediato: como será a segurança destes bicicletários oferecidos pela prefeitura? Se nem os motoristas que pagam pelo estacionamento nas vias públicas centrais (Estar)  têm qualquer garantia de segurança, quiçá os ciclistas. Quem ousará deixar a bici – que sendo de qualidade mediana não custa menos de 600 reais – por longos períodos durante toda a semana num destes paraciclos? Excelente a iniciativa da administração municipal de instalar os (pouquíssimos) paraciclos, resta lembrar que esta, é apenas uma, das muitas providências que precisam ser tomadas para que as pessoas saiam das bolhas e optem pelo único modal realmente sustentável.

Licitação de paraciclos

Nota no jornal Metro de hoje:

“Sai até o fim deste ano licitação para os novos paraciclos na cidade. Na primeira etapa, os equipamentos serão colocados em sete pontos estratégicos: Praça Osório, Zacarias, Café do Estudante, Palácio 29 de Março (prefeitura), Assembleia Legislativa do Paraná e Câmara Municipal (dois)”

 

Muito boa a notícia, espero que estes paraciclos sejam realmente funcionais e tenham o minimo de estrutura e segurança para deixar presas as bikes, pois é um fato já bastante comentado a dificuldade em se estacionar  bicicletas no centro da cidade. Mas também espero que isso não seja um argumento para proibir de  prender as bikes em postes e grades, como já vi acontecer em outros locais e cidades.

Maiores informações aqui e aqui.