Plá lança o cd: Mãos à Obra, o 46º de sua carreira

Plá, o cantor das Bicicletadas, acaba de lançar seu 46º cd: Mãos à Obra. De passagem por Curitiba, não encontrei o Plá no calçadão da rua XV, mas aqui pelas ondas da internet, vi que o cd está à venda pela rede, não pensei duas vezes em pagar os deizão e comprar. Mais uma poética, lírica e inspirada obra deste músico que tem autenticidade e originalidade para dar e vender.

Dentre as 13 faixas, não há uma que seja menos criativa que outra. Mas poderia destacar a regravação com o peso de uma guitarra distorcida da música, Moral. Adiante a monofrásica, Flor: “você é louca, muito louca de bonita”. Lenhas, Dejavú, Meu Milão, são faixas que merecem uma audição atenciosa pela poesia que carregam. Já em Verdade na Cidade, o Plá faz um retrato autobiográfico de sua infância e da tristeza de ver como a cidade e as pessoas mudaram. Fechando o cd o mantra, Poeira Cósmica, encerra uma obra que é puro sentimento e Vida.

Como o próprio Plá gosta de lembrar: “eu não vivo de música, eu vivo a Música!”. Mas nunca é demais destacar que o ganha pão de nosso artista é quase que exclusivo da venda dos cds. Então aqui vão as informações para aquisição deste trabalho do Plá – conforme apresentado no site do mesmo, www.pla.mus.br . Fazer um depósito para o Plá (Ademir Antunes dos Santos) no banco ITAU , agencia: 3701, conta poupança: 14188-3/500. Mande o comprovante para deposito[arroba]pla.mus.br, tão logo confirmada a transação, o link para o o download será enviado para o email indicado.

Plá lança: BICICLOPÉDIA 2, seu 45º Cd

 

Capa do CD Biciclopédia 2, com musicas sobre BicicletaNo embalo do Mês da Bicicleta, PLÁ, o cantor das Bicicletadas, lança seu novo CD, Biciclopédia 2. Trata-se do 45º lançamento do músico curitibano e segundo álbum com músicas que falam sobre mobilidade urbana e, principalmente, sobre as Bicicletas.

Com a mesma sensibilidade com que trata de outros temas, o Cantor mais popular de Curitiba, que já compôs o hit mundialmente conhecido: Pra Andar de Bicicleta tem que ter Moral; traz agora canções inéditas que,  pela melodia e musicalidade, já caíram no gosto dos ciclistas. Me Transporto Sem Pagá é uma delas. Passando por faixas como Vou de Bike, Carona Solidária e A Bicicleta é Segura, o CD fecha com a música que faz uma ode à Vida: Cidade Para As Pessoas, música profunda, inspirada e que nos faz refletir sobre como a sociedade da pressa e das posses, embrutece e tira as cores daquele que deveria ser o espaço da convivência, deveras, humana: a Cidade.

Para adquirir o Biciclopédia 2, entre em contato com o Plá, pelo telefone 41 9626-4819 (tim). Ou pelo e-mail: placuritiba@gmail.com. Custa 10 reais, mas quem já ouviu, tem dito que vale muito mais!

Bicicletada de Maio: protesto e tristeza

Com um mês de atraso, publicamos as fotografias da Bicicletada de maio. Conforme as primeiras fotografias abaixo, a Bicicletada de Curitiba, nesse mês foi marcada pelo protesto e pela tristeza no pelotão de atletas, cicloativistas, cicloturistas e todos que encontram na bicicleta algo em comum. Isto porque na quarta-feira anterior, 25 de maio, morreu, atropelado brutalmente, o nosso colega de pedal Mário Baena.  Um misto de tristeza e revolta, pois assim como o Mário, todos nós, estamos sujeitos ao pior da sorte, quando as máquinas da pressa são comandadas por criaturas que, aos poucos, vão perdendo seus últimos traços de Humanidade.

Depois do protesto na BR 277, alguns ciclistas seguiram para o pátio da reitoria da Universidade Federal do Paraná, onde tradicionalmente é o local de encontro da Bicicletada. Lá estavam os ciclistas que não ficaram sabendo do protesto e dá inusitada Bicicletada Ecumênica que, além de congregar todas as tribos de ciclistas, era em local e horário distintos.

O ponto final da Bicicletada acabou sendo na Boca Maldita, com cantoria do Plá – artista que é motivo de orgulho para nós, ciclistas e curitibanos -, e o encontro com a Marketa e sua sustentabilíssima bicicleta de bambu.  E como o mote da Bicicletada foi o protesto, vale o registro também dos Fiscais da prefeitura de Curitiba que, como muita gente por aí, parecem não estar nem um pouco satisfeitos com a administração de nossa capital.[nggallery id=19]

Fotografias da Bicicletada Curitiba de abril de 2011

Dia lindo, o sol sorria no céu, muitas bicicletas e Pessoas de bem com a Vida, combinação perfeita para mais uma Bicicletada Curitiba. O Plá como sempre dando o tom da festa, com música nova que já caiu no agrado geral: Cidade Para As Pessoas.

Sexta-feira 29 de abril, já havia rolado o MÚSICA PARA SAIR DA BOLHA, com Trombone de Frutas,  no Solar do Barão no Centro Histórico de Curitiba. Mais um evento que aconteceu dentro das muitas atividades promovidas dentro do MOB , que vai até o dia 22 de maio.

Outra coisa bacana e que merece aqui o registro, foi a gentil oferta da Cicles Langner, que nos patrocinou 100 adesivos refletivos. Excelente iniciativa de uma bicicletaria que já em outras oportunidades se mostrou pronta e solícita em atender e cooperar com os ciclistas da cidade. Vale também lembrar que a Cicles Langner faz pequenos reparos gratuitamente e oferece serviços e produtos com preços bem inferiores ao que comumente encontramos no mercado. Que sirva como exemplo para vários outros estabelecimentos do ramo, pois assim todos ganham e a natureza e a cidade agradecem.

Abaixo alguns registros fotográficos que podem ser usados a vontade, só por favor, apontem um link prestigiando o blog: www.bicicleteiros.com.br . Todos que quiserem alguma foto em específico com altíssima resolução, de grátis, é só solicitar pelo email: contato@bicicleteiros.com.br [nggallery id=18]

Dia Mundial Sem Carro, em Curitiba é Show!

Cachorro, gato, gente animada e muitas, muitas BICICLETAS. Nem tem como tentar encontrar palavras para dar PARABÉNS a todos da Arte, Mobilidade & Bicicletas. Simplesmente, magnífica a Marcha das 1001 bikes.

Uma festa contagiante, as pessoas dançando, a música,  a comemoração. Sem incidentes, na paz  – só ameaçada raras vezes por uns poucos apressadinhos – na Moral, como exclama nosso artista Plá.

Eu celebraria todos os dias uma Marcha destas, pena que só o dia 22 de setembro é o Dia Sem Carros, já os outros…

Viva a Bicicletada, a Massa Crítica e toda esta bola de neve, que só tá começando a descer a montanha!

Abaixo alguns poucos registros fotográficos, que não conseguem trazer à luz sequer um quinhãozinho, do que foi a noite de 22 de setembro de 2010 em Curitiba.

[nggallery id=12]